Cuidados com as plantas Cosmos

plantas Cosmos

A opção ideal para encher o exterior de vida e cor com plantas. além de atraente, o cuidado com a planta Cosmos torna extremamente fácil apreciá-la.

E não só porque é uma das plantas de exterior mais generosas na sua floração.

Quase tão importante quanto isso é saber que, atendendo às suas necessidades básicas, o Cosmos é muito generoso com suas flores.

Alguns que podem adornar vasos de flores, jardins ornamentais ou mesmo vasos de junho até outubro ou, na falta disso, até o início da geada.

Originário do México, o gênero de plantas Cosmos viveu uma história peculiar.

Chegou ao nosso país das chamadas Américas no século XVIII e conquistou a Europa pela incrível beleza de suas flores.

Durante séculos, foi uma das plantas essenciais ao ar livre, pois se presta a criar um prado colorido com sua floração. No entanto, após esse boom, o Cosmos desapareceu gradualmente do nosso exterior sem que houvesse uma razão aparente para isso.

Algo que, na última década, tanto foi corrigido graças a quem começa a cuidar das plantas e procura espécies simples; como agradecimento aos amantes de flores que não querem abrir mão de sua beleza natural.

Seja qual for o motivo de tê-la, uma coisa é clara: não teremos que nos preocupar muito com suas necessidades. Algo que compensa por muito tempo apreciando suas flores marcantes, em cores que vão do branco à rosa, passando pelo lilás ou granada.

5 cuidados com a planta cosmos que você deve saber

Antes de entrar em detalhes sobre os cuidados com a planta Cosmos, vale a pena saber o que são plantas perenes.

E dizemos isso porque conhecê-los a fundo nos impedirá de um pouco de susto. Boa parte das variedades da planta Cosmos correspondem a esse tipo de planta, por isso é comum que suas partes aéreas desapareçam completamente quando chega o frio.

 Podemos ficar com medo, ou melhor, com o desgosto de pensar que nossa planta morreu. O mais possível é que não seja assim e que esteja em estado adormecido, esperando o retorno dos dias ensolarados e quentes.

Claro: se vivemos em um clima com inverno rigoroso, daqueles em que a temperatura cai por muitos dias seguidos, temos duas opções.

Ou aplique uma cobertura natural ou artificial na superfície para tentar proteger as raízes; ou plante-o diretamente em um vaso para poder protegê-lo dentro de casa enquanto os meses frios passam.

Além dessa consideração e se apaixonar por suas flores, é conveniente conhecer um pouco mais sobre essa planta. Dependendo da variedade, pode medir entre meio metro e um metro e meio de altura.

Além disso, as flores nascem na extremidade de caules delgados e suas folhas profusas completam sua atratividade. Embora nos pareça que a sua floração quase não tem aroma, a fauna que nos rodeia não pensa o mesmo.

Não é apenas uma planta perfeita se você está se perguntando como atrair insetos polinizadores para o jardim: também é um verdadeiro ímã para pássaros e borboletas.

1. Localização em pleno sol, essencial

É, sem dúvida, o mais exigente da lista de cuidados para a planta Cosmos. Devido à sua origem, precisa estar em um local onde receba muita luz, mas, acima de tudo, muito sol.

Não é uma planta que se adapta bem à meia-sombra, e não estamos dizendo isso só porque ela não floresce: se receber muita sombra, é até provável que morra.

E, embora não seja o seu habitat natural, se formos cultivá-lo dentro de casa, é fundamental colocá-lo num espaço com muita luz natural.

2. Solo com boa drenagem, fundamental no cuidado da planta Cosmos

A versatilidade da planta Cosmos é tamanha que não é exigente com o solo, por isso é comum plantá-la em substrato universal.

Embora o ideal seja crescer em substrato neutro em termos de pH, sua capacidade de adaptação é incrível. Também cresce em solos secos e pobres.

Quer a tenhamos no solo ou se optamos por cultivá-la em vaso, há algo que devemos cuidar quando se trata da planta Cosmos. Pelas suas características, não suporta alagamentos, pelo que, principalmente em vasos, teremos que criar uma drenagem extremamente eficaz, ajudando-nos, por exemplo, com argila. Uma emenda que, junto com a perlita, são candidatos essenciais quando consideramos qual solo é melhor para as plantas.

3. Rega com moderação, outro detalhe para mimar

Fique de olho! Porque o excesso de rega é, precisamente, uma das razões pelas quais as plantas Cosmos costumam morrer.

Devido às suas origens, não está habituado ao excesso de água, pelo que é importante regá-lo moderadamente e, se o tivermos num vaso, esqueça de deixar um prato por baixo com o excesso de água.

Tenha cuidado para não confundir moderação com anedótico. Porque, nos meses quentes, é aconselhável regar a cada dois dias. E a propósito: tão importante quanto medir a quantidade de água é tentar evitar molhar nossa planta.

4. Fertilizar e beliscar flores murchas durante a floração, a ajuda que você precisa para exibir sua cor

Não há dúvida: o principal motivo para conhecer a fundo os cuidados com as plantas Cosmos é aproveitar sua incrível floração, que, dependendo da variedade, pode medir até cinco centímetros de diâmetro.

Mas lembremos: qualquer floração supõe um desgaste extraordinário das plantas, por isso renovar seus nutrientes é fundamental para garantir que elas exibam sua beleza colorida.

Para conseguir isso, é aconselhável usar um fertilizante para plantas com flores desde o início do verão até o final de setembro, diluído na irrigação.

Mas não é a única coisa que podemos fazer para que nossa planta Cosmos floresça ininterruptamente. Além disso, é essencial beliscar aqueles que estão murchos: outra maneira de fazê-los crescer novamente ao longo da temporada.

5. Aranha vermelha e mosca branca, seus principais inimigos

E chegamos ao último cuidado da planta Cosmos que devemos contemplar. Apesar de ser extremamente resistente, não podemos perder de vista que alguns insetos característicos do verão tendem a encontrar uma suculenta iguaria nesta planta herbácea.

As principais pragas que costumam atacá-lo são aranhas vermelhas e moscas-brancas, mas não são as únicas: suas folhas e flores também são absolutamente irresistíveis para caracóis e lesmas.

Sair da versão mobile