Continua após a publicidade..

Quando se trata de atender aos desejos e necessidades dos clientes, os arquitetos enfrentam um desafio único: captar a essência de quem irá residir no espaço e traduzir isso em um projeto arquitetônico. A Três E+ Arquitetura e Design, integrante da Archademy Distrito Federal, exemplifica esse comprometimento ao conceber um apartamento em Brasília de 158 m² que reflete os anseios do casal de proprietários.

A arquiteta responsável, Alice Lima, destaca a importância de criar um ambiente amplo, iluminado e aconchegante, ideal para receber amigos e familiares. A influência dos moradores pela arte, design e literatura se faz presente em cada detalhe do projeto, desde obras de artistas renomados até mobiliário assinado que complementa a atmosfera acolhedora e sofisticada do espaço. Com integração entre os ambientes, paleta de tons amadeirados e um banco de pedra natural voltado para um jardim particular, este apartamento brasiliense é um verdadeiro reflexo da personalidade e estilo de vida de seus moradores.

Continua após a publicidade..

Descubra como a Três E+ Arquitetura e Design transformou um apartamento brasiliense em um verdadeiro refúgio elegante

Desafio de captar a essência do cliente

Um dos grandes desafios para um arquiteto é conseguir captar a essência do cliente e imprimi-la em um projeto. É nesse espírito que a Três E+ Arquitetura e Design, membro da Archademy Distrito Federal, concebeu este apartamento brasiliense de 158 m².

Proposta de ambiente amplo e aconchegante

Continua após a publicidade..

“Um lugar amplo, iluminado, arejado e aconchegante, feito para receber amigos e familiares. Esse foi o desejo do casal de proprietários que norteou nossas propostas. Um dos destaques é o espaço de convivência que aparece com a integração e a ampliação das salas com a cozinha”, conta a arquiteta Alice Lima.

Elementos de arte, design e literatura

O interesse dos moradores pela arte, design e literatura foi um elemento crucial no projeto. Obras de arte, como de Rubem Valentim, Wagner Hermuche e Valei figuram em lugares estratégicos. Objetos artesanais trazidos de viagens pelo mundo ganharam espaço nas estantes da sala.

Integração com a natureza

O ambiente conta ainda com uma peça chave: um banco-jardim, feito de pedra natural, que segue toda a extensão da janela. Ali se encontra o jardim particular que se comunica com a paisagem externa e traz a natureza para dentro, além de servir como apoio para a sala de TV e de estar.

Paleta de tons amadeirados e neutros

A paleta de tons amadeirados e neutros evidencia as cores das obras de arte e das plantas que compõem o jardim interno.

Ambiente de trabalho e lazer

No escritório, uma biblioteca foi pensada para acomodar os livros e, assim, reunir paixão e trabalho em um ambiente só.

Toque de modernidade no lavabo

Já o lavabo ganhou vida com azulejos da Portobello, de inspiração modernista, em referência à obra de Athos Bulcão.

Mobiliário assinado e conceitual

O mobiliário conta com peças assinadas que reforçam o conceito do projeto: a Poltrona Mole, de Sérgio Rodrigues, a Poltrona Licce Fixa, de Jader Almeida e o Banco Abapuru de Alfio Lisi (Sucupira).

Conheça os detalhes que tornam o projeto da Archademy Distrito Federal um verdadeiro oásis de arte e design em meio à cidade

Conheça os detalhes que tornam o projeto da Archademy Distrito Federal um verdadeiro oásis de arte e design em meio à cidade

Desafio do Arquiteto

Um dos grandes desafios para um arquiteto é conseguir captar a essência do cliente e imprimi-la em um projeto. É nesse espírito que a Três E+ Arquitetura e Design, membro da Archademy Distrito Federal, concebeu este apartamento brasiliense de 158 m².

Integração e Aconchego

Um lugar amplo, iluminado, arejado e aconchegante, feito para receber amigos e familiares. Esse foi o desejo do casal de proprietários que norteou as propostas. Um dos destaques é o espaço de convivência que aparece com a integração e a ampliação das salas com a cozinha.

Elementos Cruciais

O interesse dos moradores pela arte, design e literatura foi um elemento crucial no projeto. Obras de arte de Rubem Valentim, Wagner Hermuche e Valei figuram em lugares estratégicos. Objetos artesanais trazidos de viagens pelo mundo ganharam espaço nas estantes da sala.

Ambiente Acolhedor

O ambiente conta com uma peça chave: um banco-jardim, feito de pedra natural, que segue toda a extensão da janela. Ali se encontra o jardim particular que se comunica com a paisagem externa e traz a natureza para dentro, além de servir como apoio para a sala de TV e de estar.

Paleta de Cores

A paleta de tons amadeirados e neutros evidencia as cores das obras de arte e das plantas que compõem o jardim interno. As cores foram escolhidas cuidadosamente para criar um ambiente harmonioso.

Ambientes Especiais

No escritório, uma biblioteca foi pensada para acomodar os livros e, assim, reunir paixão e trabalho em um ambiente só. Já o lavabo ganhou vida com azulejos da Portobello, de inspiração modernista, em referência à obra de Athos Bulcão.

Mobiliário de Design

O mobiliário conta com peças assinadas que reforçam o conceito do projeto: a Poltrona Mole, de Sérgio Rodrigues, a Poltrona Licce Fixa, de Jader Almeida e o Banco Abapuru de Alfio Lisi (Sucupira). Cada peça foi escolhida para complementar a atmosfera única do espaço.

«
»